[Resenha] Me Liga!

Título: Me liga

Autora: Sarah Mlynowski

Editora: Galera Record

Resenha: Quantas – infinitas – vezes você já se pegou pensando nos erros que cometeu no passado?! Quantas vezes você já quis poder voltar no tempo e consertar as coisas?! Acho que todo mundo já deve ter sonhado com isso pelo menos uma vez na vida. Devorah não só pensava sobre isso, como teve a oportunidade – acidentalmente - de entrar em contato com alguém que poderia consertar tudo. 
Poderia ser mais fácil se ela não tivesse tantos pontos para colocar nos i’s e se esse alguém não fosse ela mesma - no passado.

Tudo começa quando ela – descuidosamente - deixa seu celular cair no chafariz do shopping. Depois de repetidas vezes tentando fazê-lo funcionar, consegue realizar uma chamada e assim percebe que o celular liga automaticamente para um único número, que é o da sua própria caixa postal. Meio que assustadoramente uma voz muito familiar de uma garota atende do outro lado da linha. E nessa tentativa constante de ligar e religar o aparelho para entender o que está acontecendo, Devi se dá conta que está falando consigo mesma, alguns anos antes.

O livro tem uma excelente narrativa e é intercalada em primeira pessoa entre a Devi do futuro que tem 17 anos e a Devi do passado, 14. Para facilitar para o leitor, a autora apelidou a Devi do passado de Cal e a do futuro de Ivy, evitando assim que tenhamos de ler as referências da protagonista como passado/futuro, o tempo inteiro. Embora isso não tenha sido tão complicado uma vez que foi notável perceber que apesar do curto espaço de tempo entre as duas, elas já apresentam características e comportamentos diferentes, nos levando a pensar no quanto o tempo nos molda facilmente e no quanto o amadurecimento é inevitável.

Sendo assim, Ivy agora tem uma ponte para o seu eu do passado e logo vê nessa situação, a chance para mudar tudo que acarretou os erros que ela carrega. Cal de início acha tudo uma loucura e é relutante, mas através de alguns testes, Ivy consegue provar que elas são a mesma pessoa - vivendo em tempos diferentes.

Com isso é dada a largada e Ivy começa seu trabalho árduo de instruções para que o seu eu do passado não cometa os erros que acarretarão a bagagem nada satisfeita que ela carrega, recheada de fracassos e situações mal resolvidas. Desse modo, ela aconselha Cal a mudar certas atitudes, principalmente para evitar problemas futuros que envolverão Bryan – seu ex namorado, ao qual foi abandonada - e também a sua entrada na faculdade, que dependerá de mais estudos e que agora só a Devi do passado pode resolver isso.

“Só porque um relacionamento termina, não significa que não valeu a pena tê-lo.”

Como é claro que ninguém é capaz de controlar tudo, as várias mexidas que elas dão, geram conseqüências para a Devi do passado, tão quanto, a medida que a do passado começa a fazer as coisas por outras perspectivas, a do futuro imediatamente começa a colher os frutos. Parece fácil, mas essa “brincadeira” toda resulta em muitas confusões e muitas coisas saem do controle.
Com uma narrativa leve e divertidíssima, Mlynowski consegue te prender até a última linha da última página e nos desperta muita curiosidade para saber como toda essa enrolação vai acabar e o pior, antes que o contato entre as duas acabe para sempre.

É um livro descontraído, mas que te faz pensar em como coisas pequenas e que não foram ditas ou não foram feitas e até daquelas que foram feitas, podem mudar sua vida para sempre. Faz-nos pensar também em como muitas vezes poderíamos ter feito as coisas de outras maneiras, agido de outras formas, porque no entanto coisas aparentemente tão simples, são capazes de mudar o restante de uma vida, levando-nos a fazer coisas que poderemos nos arrepender para sempre e pior que isso, carregar isso pra sempre. Afinal, tá um pouco distante da nossa realidade encontrar um celular e BUM!, vamos lá consertar as coisas, não é mesmo?! Haha.

"Eu fico pensando, talvez a chave seja o equilíbrio. 
Talvez tenha a ver com viver o momento 
e ainda manter os olhos no cenário todo - em todos os cenários."

Gostei bem mais do que esperava.
Me liga se enquadra entre os melhores livros com a temática adolescente que eu já li.  Achei muito interessante a criatividade da autora e a ousadia em escrever algo tão fantasioso, mas tão real ao mesmo tempo (tá, talvez vocês não entendam o paradoxo - não antes de ler). 
No mais, recomendo ♥

21 comentários:

  1. Olá!
    Eu ainda não conhecia esse livro, parece ser bem legal.
    Achei sua resenha ótima, com certeza me convenceu a ler.
    Já estou seguindo o blog.
    Beijos!
    http://masenstale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas já gostei. Adoro livros que tenham algum tipo de viagem no tempo ou contato com passado/futuro. Por isso acho que vou gostar. Afinal quem nunca quis mudar nada do passado? hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também gosto, Sil ;)
      E esse é bem descontraído *.*

      Excluir
  3. Não conhecia o livro mas, depois da sua resenha, fiquei bem interessada.
    Adoro essas coisas de paradoxos e eu do futuro com eu do passado. Acho que passa uma boa lição pra gente
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha
      Então você vai gostar bastante, Luiza, leia ;)
      Beijos :*

      Excluir
  4. oii, tudo bem?

    Não conhecia o livro, mas achei a história muito boa, e já adicionei na minha lista de desejados!

    Beijos,

    http://sweetlikecaramel.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. uauuuu.... fiquei super curiosa para entender este paradoxo... rsrsrsrs...

    www.livrosterapias.com.br

    ResponderExcluir
  6. Resenha perfeita. Amei o seu ponto de vista. Fiquei curioso para ler!!!

    http://garotoliterariio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Nossa, depois dessa resenha fiquei muito afim de ler esse livro. Já coloquei na minha lista.
    Adorei seu blog.
    Vou adorar receber uma visita sua:
    http://blognaovivosemlivros.blogspot.com.br

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom!!!
      Obrigada!!
      Já estou indo lá ;)
      Beijinhos :*

      Excluir
  8. Oi, Thay, tudo bem?

    Eu não conhecia o livro e achei a sinopse bem bacana. Só fiquei um pouco com o pé atrás pelo fato da Devi do passado ter 14 anos e da Devi do futuro ter 17...são só três anos, né? Não sei quais foram as coisas que aconteceram, mas acho que se ela tive, sei lá, uns vinte e poucos eu ficaria mais interessada no livro...

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tamires, a idade dela não interfere negativamente na trama não, muito pelo contrário, mostra a transição de uma menina no colegial e outra já mais madura, com pensamentos na faculdade. Uma que se envolvia com qualquer garoto e outra mais pé no chão e por aí vai. Há uma diferença na maturidade dela e isso ajuda muito o desenrolar da história. Afinal, quem não foi uma adolescente cheia de conflitos e erros e foi amadurecendo com um tempo, né? rs
      Beijos :*

      Excluir
  9. Fiquei curiosa pra ler esse livro a sinopse me chamou a atenção, parabéns pela resenha.
    -beijos,Carol!
    http://entrehistoriasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Thay !! Tudo bem ??
    Adorei sua resenha, a história do livro parece bem interessante !!
    Com certeza quero lê-lo *-*
    Bjim

    blogpatyrezende.blogspot.com

    ResponderExcluir

Já que você chegou até aqui, que tal deixar-me um recadinho?
Sua opinião é muito importante ♥