[Resenha] Deixada para trás - Charlie Donlea!

Título: Deixada para trás

Autor: Charlie Donlea

Editora: Faro Editorial


Resenha­: Em Deixada para trás, Charlie Donlea nos apresenta a história de duas adolescentes que embora não fossem amigas, não tivessem nada em comum e apresentassem ainda personalidades totalmente diferentes, tiveram suas vidas ligadas pela tragédia. Megan McDonald e Nicole Cutty, ambas saídas da mesma escola, residentes da mesma cidade pacata de Emerson Bay e frequentadoras do mesmo círculo de amizades, desaparecem misteriosamente de uma festa de amigos à beira de um lago. 

Megan, filha do xerife da cidade, sempre teve tudo, é gentil, alegre e gosta sempre de fazer as coisas certas. Por outro lado, Nicole é atirada, não aceita que qualquer garota seja melhor que ela, é impulsiva e gosta de ser o centro das atenções. No entanto, mesmo já tendo sido muito amigas no passado, atualmente as garotas não se dão muito bem e Megan vive de sofrer as provocações de Nicole... Até o dia em que são sequestradas. A partir dessa premissa começa-se uma busca desenfreada pelo paradeiro das duas garotas e nada se é encontrado, nem uma pista. Quando duas semanas depois, Megan consegue escapar. 

Ao fugir do cativeiro, a garota consegue chegar a uma estrada onde é encontrada por um motorista que gentilmente para e presta-lhe socorro, resultando no final infeliz de uma história onde só ela volta pra casa. 

Um ano depois o mundo inteiro comemora o lançamento do livro da garota que foi sequestrada, mas teve uma volta gloriosa. Megan era uma celebridade! Diferente dela, Nicole, que mesmo depois de já ter se passado um ano, nenhum sinal aparecera, infelizmente parecia ter tido seu desaparecimento ofuscado pela volta triunfal de Megan – que desde seu reaparecimento tinha toda atenção dos holofotes. 

O sucesso do livro Desaparecida, de Megan era tal que seu pai - maior incentivador - a estimulava escrevê-lo tratando nele só da parte positiva da história, alegando que assim a moça ajudaria outras pessoas que passaram ou viriam a passar pela mesma situação. Anulando completamente quaisquer evidências sobre o desaparecimento da sua ex-amiga - que não tivera a mesma sorte. 

Em contrapartida, conhecemos Lívia Cutty, irmã mais velha de Nicole e aparentemente a única a se importar com o desaparecimento dela. Lívia é formada em Medicina e cursa especialização em patologia forense no IML com o desejo de torna-se médica legista. O maior objetivo da moça - que carrega consigo a culpa por não ter atendido a ligação da irmã no dia do seu desaparecimento - anseia por encontrar o corpo dela e descobrir tudo que está por trás do ocorrido, inclusive fazer os culpados pagarem pelo que fizeram. Ela precisava disso pra seguir em paz. 

Lívia tem seu ponto de partida quando o corpo de um rapaz que fora encontrado em um lago surge à sua mesa e curiosa com os detalhes, os restos mortais de quem aparentemente morrera afogado ao supostamente pular de uma ponte, vai revelando muito mais que isso. Ao passo que a autópsia avança, muito sobre sua morte é revelado, desde sinais de violência até a conclusão de tratar-se de um assassinato. 

Dias depois após a revelação da identidade do corpo, Lívia recebe uma ligação de uma amiga de Nicole que revela que o rapaz trata-se de um ex-namorado da sua desaparecida irmã que ninguém chegou a conhecer pessoalmente e é aí que Lívia começa uma incessante investigação pessoal em busca de mais pistas que revelem a relação daquele corpo que fora parar em sua mesa e o desaparecimento de Nicole. 

O rapaz em questão trata-se de Casey Delevan que, representante de um clube formado por membros atraídos por desejos peculiares, dirigia o Clube da Captura, que era formado por pessoas obcecadas por discutir e analisar sequestros. Lívia, por sua vez, atraída por tudo que ia descobrindo sobre o jovem, avança nas suas investigações e quanto mais informações obtém sobre o rapaz, mais vai descobrindo a ligação dele no caso arquivado e esquecido da sua irmã. 

Ao passo que Lívia progride em suas buscas, Megan tenta incessantemente tocar sua vida pra frente, mesmo tendo que fingir lidar bem com tudo o que aconteceu para que seus pais fiquem bem. A garota frequenta sessões de terapia e hipnose com seu psiquiatra com o intuito de ajudá-la a lembrar melhor do que vivera naquelas duas semanas em que esteve em cativeiro e assim enterrar todas as lembranças de uma vez. 

Por sua vez, Lívia que já tem o quebra-cabeças um tanto montado, começa um progresso imenso ao procurar Megan para aliar informações e forças para seguir com a investigação. E todas as suas evidências aliadas às lembranças da garota, somam um amontoado de provas que agora só precisam fazer sentido. E quanto mais juntam-se as peças, mais perto ficam de descobrir o terror que existe por trás de um fatídico acontecimento que por sua vez envolve outras garotas desaparecidas, mortes semelhantes, pistas idênticas e as mesmas pessoas envolvidas... resultando em: vários suspeitos, descobertas eletrizantes e um desfecho de arrepiar e tirar o fôlego. 

Charlie conseguiu mais uma vez construir uma história plausível. Com uma narrativa em terceira pessoa que intercala entre o ponto de vista de Megan, Lívia, do sequestrador - que com identidade oculta nos revela sua mente doentia e suas necessidades absurdas e as de Nicole em fatos que antecedem o seu sequestro, formou-se o conjunto fabuloso que foi. Uma história frenética, arrebatadora, sombria e com requintes de crueldade que, alternando entre presente e passado, nos atiça para teorias que em nada chega perto do desfecho impactante que é, numa história geniosamente imprevisível e que devasta qualquer raciocínio ou possibilidade de descoberta. 

O autor, assim como em A garota do lago, conseguiu desenvolver uma trama bem embasada, atroz e sem fugir da realidade. Tudo meticulosamente desenrolado e descoberto no momento certo e de forma surpreendente, numa sacada inteligentíssima onde a cada novo passo novas cartas iam surgindo e o nosso quebra-cabeças que sempre parecia estar se completando, era embaralhado novamente, nos fazendo criar novas hipóteses e sempre sem que nenhuma delas fosse a real, num enredo intricado, cheio de reviravoltas e onde ninguém era inocente demais, ou culpado o bastante. 

Charlie mais uma vez superou minhas expectativas e este é mais um livro recomendadíssimo.

[Diversos] TOP: 5 livros de suspense/thriller que eu indico ♥

Hi everybody!!!

Olha eu aqui mais uma vez com um TOP!!!
Dessa vez eu resolvi trazer 5 livros de um gênero que eu resolvi dar a oportunidade de conhecer há pouco tempo, mas que depois de feita a primeira leitura, não parei mais.
Então hoje eu trouxe 5 livros de SUSPENSE/THRILLER que vocês PRECISAM ler.
Segue um pouquinho sobre cada um


A garota no trem - Paula Hawkins
Sinopse: Um thriller psicológico que vai mudar para sempre a maneira como você observa a vida das pessoas ao seu redor. Todas as manhãs, Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas dágua, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes a quem chama de Jess e Jason , Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess na verdade Megan está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. Uma narrativa extremamente inteligente e repleta de reviravoltas, A garota No Trem é um thriller digno de Hitchcock a ser compulsivamente devorado.
RESENHA: AQUI

Garota Exemplar - Gillian Flynn
Sinopse: Uma das mais aclamadas escritoras de suspense da atualidade, Gillian Flynn apresenta um relato perturbador sobre um casamento em crise. Com 4 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo – o maior sucesso editorial do ano, atrás apenas da Trilogia Cinquenta tons de cinza –, "Garota Exemplar" alia humor perspicaz a uma narrativa eletrizante. O resultado é uma atmosfera de dúvidas que faz o leitor mudar de opinião a cada capítulo. Na manhã de seu quinto aniversário de casamento, Amy, a linda e inteligente esposa de Nick Dunne, desaparece de sua casa às margens do Rio Mississippi. Aparentemente trata-se de um crime violento, e passagens do diário de Amy revelam uma garota perfeccionista que seria capaz de levar qualquer um ao limite. Pressionado pela polícia e pela opinião pública – e também pelos ferozmente amorosos pais de Amy –, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamentos inapropriados. Sim, ele parece estranhamente evasivo, e sem dúvida amargo, mas seria um assassino? Com sua irmã gêmea Margo a seu lado, Nick afirma inocência. O problema é: se não foi Nick, onde está Amy? E por que todas as pistas apontam para ele?
RESENHA: AQUI

Roubada - Lesley Pearse
Sinopse: "Ao se aproximar, David percebeu, para seu horror, que era uma mulher. Suas pernas desnudas ainda estavam dentro da água e, quando as ondas chegavam, levantavam a saia do vestido e faziam com que se agitassem. A cabeça não ficou visível até que ele se aproximasse, e David percebeu que ela era jovem, com mais de 20 anos, esguia e bela, e que seu cabelo loiro havia sido cortado de forma descuidada e brutal. —Quem é você?—ele perguntou, abaixando-se ao seu lado nos pedriscos da praia, erguendo-a até que estivesse sentada e apoiada contra seu ombro. David tomou o pulso da mulher. Embora a pele dela estivesse fria como o gelo e muito enrugada por causa da submersão, ele conseguiu sentir uma pulsação leve.” Contrariando todas as expectativas, ela está viva, mas não faz a menor ideia de quem seja. Contudo, quando sua foto é colocada no jornal local, uma antiga companheira de trabalho no cruzeiro que fez pela América do Sul a reconhece. Quando uma bela moça loira foi encontrada desacordada em uma praia, ela não tinha nenhuma lembrança de quem era ou dos horrores pelos quais havia passado antes de chegar ali. A esteticista Dale não via Lotte Wainwright há tempos, mas, para seu pesar , reconheceu sua amiga na foto publicada pela imprensa local em um artigo que noticiava as misteriosas circunstâncias do aparecimento da jovem que, recentemente, havia dado à luz. Após uma longa separação entre Lotte e Dale, uma perigosa sequencia de segredos, mentiras e pesadelos tem iníicio. O que aconteceu com Lotte? Alguém queria matá-la? E, o pior, o que acontecera com o bebê que dera à luz? 
Imagine não saber de onde você veio e o que o futuro lhe reserva...
INDICAÇÃO: AQUI

Objetos Cortantes - Gillian Flynn
Sinopse: Uma narrativa tensa e cheia de reviravoltas. Um livro viciante, assombroso e inesquecível. Recém-saída de um hospital psiquiátrico, onde foi internada para tratar a tendência à automutilação que deixou seu corpo todo marcado, a repórter de um jornal sem prestígio em Chicago, Camille Preaker, tem um novo desafio pela frente. Frank Curry, o editor-chefe da publicação, pede que ela retorne à cidade onde nasceu para cobrir o caso de uma menina assassinada e outra misteriosamente desaparecida.Desde que deixou a pequena Wind Gap, no Missouri, oito anos antes, Camille quase não falou com a mãe neurótica, o padrasto e a meia-irmã, praticamente uma desconhecida. Mas, sem recursos para se hospedar na cidade, é obrigada a ficar na casa da família e lidar com todas as reminiscências de seu passado. Entrevistando velhos conhecidos e recém-chegados a fim de aprofundar as investigações e elaborar sua matéria, a jornalista relembra a infância e a adolescência conturbadas e aos poucos desvenda os segredos de sua família, quase tão macabros quanto as cicatrizes sob suas roupas.
RESENHA: AQUI

A garota do lago
Sinopse: ALGUNS LUGARES PARECEM BELOS DEMAIS PARA SEREM TOCADOS PELO HORROR...
Summit Lake, uma pequena cidade entre montanhas, é esse tipo de lugar, bucólico e com encantadoras casas dispostas à beira de um longo trecho de água intocada. Duas semanas atrás, a estudante de direito Becca Eckersley foi brutalmente assassinada em uma dessas casas. Filha de um poderoso advogado, Becca estava no auge de sua vida. Atraída instintivamente pela notícia, a repórter Kelsey Castle vai até a cidade para investigar o caso.
E LOGO SE ESTABELECE UMA CONEXÃO ÍNTIMA QUANDO UM VIVO CAMINHA NAS MESMAS PEGADAS DOS MORTOS... E enquanto descobre sobre as amizades de Becca, sua vida amorosa e os segredos que ela guardava, a repórter fica cada vez mais convencida de que a verdade sobre o que aconteceu com Becca pode ser a chave para superar as marcas sombrias de seu próprio passado...
RESENHA: AQUI

E aí? Gostaram das dicas?
Já leram algum desses?
Aceito indicações de livros desse gênero <3

[Quote] A culpa é das estrelas - John Green!

"Esse é o problema da dor – o Augustus disse, e aí olhou para mim. – Ela precisa ser sentida."
"Meus pensamentos são estrelas que eu não consigo arrumar em constelações."

"A nostalgia é um efeito colateral de se estar morrendo." 

"Você está tão ocupada sendo você mesma que não faz ideia de quão absolutamente sem igual você é."

"Não sou formada em matemática, mas sei de uma coisa: existe uma quantidade infinita de números entre 0 e 1. Tem o 0,1 e o 0,12 e o 0,112 e uma infinidade de outros. Obviamente, existe um conjunto ainda maior entre o 0 e o 2, ou entre o 0 e o 1 milhão. Alguns infinitos são maiores que outros. Um escritor de quem costumávamos gostar nos ensinou isso. Há dias, muitos deles, em que fico zangada com o tamanho do meu conjunto ilimitado. Queria mais números do que provavelmente vou ter, e, por Deus, queria mais números para o Augustus Waters do que os que ele teve. Mas, Gus, meu amor, você não imagina o tamanho da minha gratidão pelo nosso pequeno infinito. Eu não o trocaria por nada nesse mundo. Você me deu uma eternidade dentro dos nossos dias numerados, e sou muito grata por isso."

“Nos dias mais sombrios, o Senhor coloca as melhores pessoas na sua vida.”

"As marcas que os seres humanos deixam são, com frequência, cicatrizes."

“Mas eu acredito em amor verdadeiro, sabe? Não acho que todo mundo possa continuar tendo dois olhos nem que possa evitar ficar doente, e tal, mas todo mundo deveria ter um amor verdadeiro, que deveria durar pelo menos até o fim da vida da pessoa.”

"Não dá para escolher se você vai ou não vai se ferir neste mundo, meu velho, mas é possível escolher quem vai feri-lo."

[Resenha] Contra todas as probabilidades do amor - Rebekah Crane!


Título: Contra todas as probabilidades do amor

Autora: Rebekah Crane

Editora: Faro Editorial


Resenha: Narrado em primeira pessoa pelo ponto de vista de Zander, Contra Todas as Probabilidades do Amor nos apresenta o dia a dia de jovens, que assim como nossa protagonista, foram enviados ao Acampamento Pádua, - um Retiro de Verão para adolescentes que possuem algum tipo de problema emocional - e lá contam com o auxílio de uma equipe preparada e interessada em ajudá-los.
São jovens com os mais diversos problemas e longe de ser só mais um drama de adolescentes com os hormônios aflorados, são pessoas em busca de reconhecer e superar as suas próprias fraquezas – onde, em grupo, são estimulados a assumir que estão perdidos com o intuito de se encontrar e ultrapassar seus medos.

Ao chegar ao acampamento, mesmo sem entender – ou sem querer assumir - porque foi mandada para lá, a garota ainda tem de lidar com todos os outros integrantes que notavelmente também carregam seus dramas. De início a adaptação é difícil, mas à medida que os dias se desenrolam e que várias atividades interativas são propostas, Zander acaba se aproximando de Cassie, Grover e Alex.

Após a aproximação, uma relação de cumplicidade entre os quatro é rapidamente estabelecida. Eles vão encontrando uns nos outros a válvula de escape que precisam para superar seus medos, revelar seus traumas e fraquezas, se redescobrir e seguir em frente. Histórias doloridas de adolescentes cruelmente marcados logo cedo pelas rasteiras da vida. Histórias doloridas de quem logo cedo teve de enfrentar sozinhos, os dramas da realidade e carregar cicatrizes profundas.

Acompanhar o amadurecimento dos personagens e a vontade de superação mesmo em meio à tantas resistências foi o mais atrativo no livro. Coisas simples como Conhecer a si mesmo. Trabalho em equipe. Lealdade. Coragem. Perseverança e Esperança foram pontos colocados com maestria para nos mostrar que muito longe se chega quem não está só. Nos mostra a importância de se estender uma mão e oferecer ajuda também, a importância de acreditar que todos merecem novas chances. E que a vida, por mais dura que possa parecer, sempre vai nos dar uma saída.

Um livro que todos deveriam ler. Uma leitura que se faz necessária. É genuíno. 

Uma obra para refletir e enxergar além de todas as limitações. Um start na arte de acreditar que todo fim é um recomeço e que nem todo problema leva ao fundo do poço. A autora trabalhou temas importantes de forma descomplicada e leve e fez com que personagens quebrados por dentro percebessem que é possível driblar os seus próprios fantasmas, num livro que fala de amor, superação, amizade, entrega, busca de identidade, família. Sobre apoiar e ser apoiado. Amar e ser amado. 

E no fim das contas, superar todas as probabilidades.
Não é preciso pedir que você deixe-se tocar. O livro faz isso por si só.

[Diversos] TOP: 5 autoras favoritas ♥

Hi everybody!!

Como vocês estão?
Pra quebrar o ritmo das postagens aqui que só tem ‘brotado’ resenhas, resolvi criar esse TOP, até pra servir de indicação pra quem não conhece nenhuma das autoras que eu vou citar, ou pra quem tá começando mesmo e quer conhecê-las.

Confesso que não foi uma tarefa fácil porque muitas belezinhas ficaram de fora, mas queria deixar claro que nem por isso eu goste menos. Todas aqui listadas são enormemente profissionais, talentosas e de posturas ímpares, tão quanto muitas outras. Confesso também que fiquei surpresa ao selecioná-las e perceber que coincidentemente entrou nesse top autoras de gêneros diferentes, cada uma representando o seu estilo e eu vou vender o peixe delas agora pra vocês, haha:



Colleen Hoover
SOBRE A AUTORA: Colleen Hoover nasceu dia 11 de dezembro de 1979, em Sulphur Springs, Texas. Ela cresceu em Saltillo, Texas, e formou-se a partir de Saltillo High School, em 1998. Em 2000, ela se casou com Heath Hoover, com quem ela já tem três filhos e um porco chamado Sailor. Colleen se formou na Texas A&M University-Commerce com uma licenciatura em Serviço Social. Ela trabalhou com vários projetos de ação social e de ensino, até começar sua carreira como escritora. 
Gênero: Romance/Jovem adulto.


Becca Fitzpatrick
SOBRE A AUTORA: Becca nasceu no dia 03 de fevereiro de 1979, no Colorado – EUA. O primeiro livro de Becca foi, Hush, Hush, estreou como New York Times bestseller. Ela se formou na faculdade com um diploma na área da saúde, o que prontamente abandonado para escrever.
Gênero: Romance/Suspence/Aventura/Ficção.


Jane Austen
SOBRE A AUTORA: Romancista britânica nascida em Steventon, Hampshire, Inglaterra, cuja obra literária deu ao romance inglês o primeiro impulso para a modernidade, ao tratar do cotidiano de pessoas comuns com aguda percepção psicológica e um estilo de uma ironia sutil, dissimulada pela leveza da narrativa. Filha de um pastor anglicano, toda a sua vida transcorreu no seio de um pequeno grupo social, formado pela aristocracia rural inglesa. Aos 17 anos, escreveu seu primeiro romance, Lady Susan, uma paródia do estilo sentimental de Samuel Richardson. Seu segundo livro, Pride and Prejudice (1797), tornou-se sua obra mais conhecida, embora, inicialmente, tenha sido malvisto pelos editores, o que levou por algum tempo ser descriminada no meio editorial. Depois conseguiu publicar o romance Sense and Sensibility (1811), cujo sucesso levou à publicação, ainda que sob pseudônimo, de obras anteriormente recusadas. Vieram ainda outros grandes sucessos como Mansfield Park (1814) e Emma (1816) em um estilo menos ágil e humorístico, porém ganhando em serenidade e sabedoria, sem perda de sua típica ironia. Morreu em Winchester, um ano antes de serem publicadas as obras Persuasion e Northanger Abbey, uma deliciosa sátira, escrita na juventude, ao gênero truculento da novela gótica. Seu poder de observação do cotidiano forneceu-lhe material suficiente para dar vida aos personagens de suas obras, e a crítica considerou-a a primeira romancista moderna da literatura inglesa.
Gênero: Romance


Carina Rissi
SOBRE A AUTORA: Carina Rissi, nascida em São Paulo, é uma leitora voraz, sempre lê a última página de um livro antes de comprá-lo e tem um fascínio inexplicável pelo tema “amores impossíveis”. Vê nas obras de Jane Austen uma fonte de inspiração.
Quando se desgruda dos livros – tanto dos que lê quanto dos que escreve –, Carina se diverte assistindo a comédias românticas ao lado da família e planejando viagens a lugares exóticos que não conhecerá tão cedo, devido ao seu pavor de avião. 
Gênero: Romance, Chick-lit.


Gillian Flynn
SOBRE A AUTORA: Gillian Flynn é jornalista e, antes de se dedicar integralmente à carreira de escritora, trabalhou por dez anos como crítica de cinema e TV para a Entertainment Weekly. Nascida na cidade de Kansas, no Missouri, e formada em jornalismo e inglês pela Universidade do Kansas, Gillian escreveu durante dois anos para uma revista de negócios na Califórnia e concluiu um mestrado em jornalismo na Northwestern University, em Chicago.
Além de Garota exemplar, é autora dos premiados Na Própria Carne e Dark Places. Seus livros foram publicados em vinte e oito países e tiveram os direitos de adaptação cinematográfica vendidos. Atualmente, Gillian mora em Chicago com o marido e o filho.
Gênero: Suspense.


Bom, entre tantas, escolhi essas 5!
Fica aí minha indicação pra vocês.
E vocês? Tem alguma dessas no seu TOP5?

[Resenha] Lute Como Uma Garota - 60 feministas que mudaram o mundo - Laura Barcella e Fernanda Lopes!



Título: Lute Como Uma Garota - 60 feministas que mudaram o mundo

Autoras: Laura Barcella e Fernanda Lopes 

Editora: Editora Cultrix / Grupo Editorial Pensamento

Resenha: O livro, que foi escrito por Laura Barcella e Fernanda Lopes, reúne sessenta feministas e grandes personalidades que nos mostrarão através dos seus legados, das suas histórias, realizações e frases empoderadas e inspiradoras a importância do papel na mulher na sociedade e o seu poder na busca por suas conquistas.

Uma seleção de nomes importantes que as autoras tiveram um inteiro cuidado em escolher. É possível através desse compilado, conhecer histórias de luta e força de mulheres de várias épocas diferentes. Muitos nomes com certeza já conhecidos, tão quanto atuais. Outros, se estendem além do tempo e perduram exaltando ainda mais a força que seus nomes carregam.

São 60 histórias de mulheres incríveis que carregam marcos em histórias ricas por seus feitos e efeitos. É um livro de muita representatividade, com personalidades que abrem caminho para novas gerações, instigando-os para a luta por seus ideais e deixando claro que qualquer um pode lutar por seu espaço, por seus direitos e pode sim, fazer a diferença. Estão entre os perfis, Madonna, Malala, Beyoncé, Alice Walker, Frida Kahlo, Simone de Beauvoir, etc.

Hoje o feminismo tem ganhado muito mais força, mas ainda há muito o que ser conquistado e o livro nos mostra exatamente isso, uma série de questões que ainda precisam ser atingidas e respeitadas, numa luta onde qualquer mulher, por mais simples que seja, precisa estar ciente de que também é capaz de fazer coisas grandiosas, numa batalha que ainda persiste, mas resiste.

Dentre as 60 mulheres escolhidas, as autoras enfatizaram 15 Perfis Biográficos para entender a História do Feminismo no Brasil, com nomes como: Clarice Lispector, Chiquinha Gonzaga, Leila Diniz, Maria da Penha, entre outras.

É um livro recomendadíssimo, que nos lembra do quanto somos fortes e do quanto ainda há a ser encaixado, mas que juntas, passinho por passinho, faremos até o pouco se tornar muito.


Quotes
Acredito na igualdade. Por que você precisa escolher qual tipo de mulher você é?
Beyoncé

Não me digam que eu não posso ser sexy e inteligente ao mesmo tempo.
Madonna

Feliz é uma palavra muito pobre para alguém que está tentando viver uma vida com todas as cores do arco-íris neste mundo em preto e branco.
Kate Bornstein

Bem sei que é assustador sair de si mesmo, mas tudo que é novo assusta.
Clarice Lispector

Para a mulher vencer na vida, ela tem que se atirar. Se erra uma vez, tem que tentar outras cem. É justamente a nova geração a responsável para levar avante a luta da mulher pela igualdade.
Bertha Lutz