[Resenha] Deixada para trás - Charlie Donlea!

Título: Deixada para trás

Autor: Charlie Donlea

Editora: Faro Editorial


Resenha­: Em Deixada para trás, Charlie Donlea nos apresenta a história de duas adolescentes que embora não fossem amigas, não tivessem nada em comum e apresentassem ainda personalidades totalmente diferentes, tiveram suas vidas ligadas pela tragédia. Megan McDonald e Nicole Cutty, ambas saídas da mesma escola, residentes da mesma cidade pacata de Emerson Bay e frequentadoras do mesmo círculo de amizades, desaparecem misteriosamente de uma festa de amigos à beira de um lago. 

Megan, filha do xerife da cidade, sempre teve tudo, é gentil, alegre e gosta sempre de fazer as coisas certas. Por outro lado, Nicole é atirada, não aceita que qualquer garota seja melhor que ela, é impulsiva e gosta de ser o centro das atenções. No entanto, mesmo já tendo sido muito amigas no passado, atualmente as garotas não se dão muito bem e Megan vive de sofrer as provocações de Nicole... Até o dia em que são sequestradas. A partir dessa premissa começa-se uma busca desenfreada pelo paradeiro das duas garotas e nada se é encontrado, nem uma pista. Quando duas semanas depois, Megan consegue escapar. 

Ao fugir do cativeiro, a garota consegue chegar a uma estrada onde é encontrada por um motorista que gentilmente para e presta-lhe socorro, resultando no final infeliz de uma história onde só ela volta pra casa. 

Um ano depois o mundo inteiro comemora o lançamento do livro da garota que foi sequestrada, mas teve uma volta gloriosa. Megan era uma celebridade! Diferente dela, Nicole, que mesmo depois de já ter se passado um ano, nenhum sinal aparecera, infelizmente parecia ter tido seu desaparecimento ofuscado pela volta triunfal de Megan – que desde seu reaparecimento tinha toda atenção dos holofotes. 

O sucesso do livro Desaparecida, de Megan era tal que seu pai - maior incentivador - a estimulava escrevê-lo tratando nele só da parte positiva da história, alegando que assim a moça ajudaria outras pessoas que passaram ou viriam a passar pela mesma situação. Anulando completamente quaisquer evidências sobre o desaparecimento da sua ex-amiga - que não tivera a mesma sorte. 

Em contrapartida, conhecemos Lívia Cutty, irmã mais velha de Nicole e aparentemente a única a se importar com o desaparecimento dela. Lívia é formada em Medicina e cursa especialização em patologia forense no IML com o desejo de torna-se médica legista. O maior objetivo da moça - que carrega consigo a culpa por não ter atendido a ligação da irmã no dia do seu desaparecimento - anseia por encontrar o corpo dela e descobrir tudo que está por trás do ocorrido, inclusive fazer os culpados pagarem pelo que fizeram. Ela precisava disso pra seguir em paz. 

Lívia tem seu ponto de partida quando o corpo de um rapaz que fora encontrado em um lago surge à sua mesa e curiosa com os detalhes, os restos mortais de quem aparentemente morrera afogado ao supostamente pular de uma ponte, vai revelando muito mais que isso. Ao passo que a autópsia avança, muito sobre sua morte é revelado, desde sinais de violência até a conclusão de tratar-se de um assassinato. 

Dias depois após a revelação da identidade do corpo, Lívia recebe uma ligação de uma amiga de Nicole que revela que o rapaz trata-se de um ex-namorado da sua desaparecida irmã que ninguém chegou a conhecer pessoalmente e é aí que Lívia começa uma incessante investigação pessoal em busca de mais pistas que revelem a relação daquele corpo que fora parar em sua mesa e o desaparecimento de Nicole. 

O rapaz em questão trata-se de Casey Delevan que, representante de um clube formado por membros atraídos por desejos peculiares, dirigia o Clube da Captura, que era formado por pessoas obcecadas por discutir e analisar sequestros. Lívia, por sua vez, atraída por tudo que ia descobrindo sobre o jovem, avança nas suas investigações e quanto mais informações obtém sobre o rapaz, mais vai descobrindo a ligação dele no caso arquivado e esquecido da sua irmã. 

Ao passo que Lívia progride em suas buscas, Megan tenta incessantemente tocar sua vida pra frente, mesmo tendo que fingir lidar bem com tudo o que aconteceu para que seus pais fiquem bem. A garota frequenta sessões de terapia e hipnose com seu psiquiatra com o intuito de ajudá-la a lembrar melhor do que vivera naquelas duas semanas em que esteve em cativeiro e assim enterrar todas as lembranças de uma vez. 

Por sua vez, Lívia que já tem o quebra-cabeças um tanto montado, começa um progresso imenso ao procurar Megan para aliar informações e forças para seguir com a investigação. E todas as suas evidências aliadas às lembranças da garota, somam um amontoado de provas que agora só precisam fazer sentido. E quanto mais juntam-se as peças, mais perto ficam de descobrir o terror que existe por trás de um fatídico acontecimento que por sua vez envolve outras garotas desaparecidas, mortes semelhantes, pistas idênticas e as mesmas pessoas envolvidas... resultando em: vários suspeitos, descobertas eletrizantes e um desfecho de arrepiar e tirar o fôlego. 

Charlie conseguiu mais uma vez construir uma história plausível. Com uma narrativa em terceira pessoa que intercala entre o ponto de vista de Megan, Lívia, do sequestrador - que com identidade oculta nos revela sua mente doentia e suas necessidades absurdas e as de Nicole em fatos que antecedem o seu sequestro, formou-se o conjunto fabuloso que foi. Uma história frenética, arrebatadora, sombria e com requintes de crueldade que, alternando entre presente e passado, nos atiça para teorias que em nada chega perto do desfecho impactante que é, numa história geniosamente imprevisível e que devasta qualquer raciocínio ou possibilidade de descoberta. 

O autor, assim como em A garota do lago, conseguiu desenvolver uma trama bem embasada, atroz e sem fugir da realidade. Tudo meticulosamente desenrolado e descoberto no momento certo e de forma surpreendente, numa sacada inteligentíssima onde a cada novo passo novas cartas iam surgindo e o nosso quebra-cabeças que sempre parecia estar se completando, era embaralhado novamente, nos fazendo criar novas hipóteses e sempre sem que nenhuma delas fosse a real, num enredo intricado, cheio de reviravoltas e onde ninguém era inocente demais, ou culpado o bastante. 

Charlie mais uma vez superou minhas expectativas e este é mais um livro recomendadíssimo.

15 comentários:

  1. Menina, que foto maravilhosa (adorei a segunda)
    E fiquei super interessada em ler esse livro só em ler tua resenha.
    Já estou seguindo.

    Se tiver interesse, passa aqui também. Tenho blog há algum tempo mas só coloquei o gadget de seguidores agora. :p

    Bjos

    https://lidiiadias.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Que super resenha, já quero ler :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Já conheço a escrita do autor, li A garota do lago e amei. Depois da sua resenha só me deu mais vontade de ler esse aí, vou comprar!!

    ResponderExcluir
  4. Amei sua resenha, ainda não conhecia o trabalho do autor mas, fiquei bem entusiasmada para conhecer esse livro!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Thay

    Li 'A Garota do Lado' e amei a escrita do Charlie!
    Tô ansiosa pra ler 'Deixada para Trás', tenho lido criticas muito boas sobre a história. Tô bem curiosa!

    Adorei a foto ;)

    Bjooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oooi!
    Não costumo muito ler histórias desse gênero, mas achei essa até interessante. Sem contar que essa capa é muito linda e chamativa. Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir
  7. Menina do céu que eu buguei com tua foto haahhahaha Achei tudo!!!!
    Nunca li nada do autor e no momento são leituras que não me despertam o interesse.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  8. Oiiieee

    Primeiramente, que foto show!!! Ficou linda.
    Eu tenho os dois livros do Donlea na estante, pendentes pra ler. Deixada para trás é o que mais quero conferir porque acho a premissa bem genial e pelas resenhas que venho lendo está muito bom.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  9. Oi, Thay!
    Sua foto ficou sensacional, amei! <3
    Menina, eu comecei a ler A Garota do Lago e parei no começo. Não me empolguei muito, mas quem se empolga em começos, né? hahaha Depois da sua resenha, vou tentar de novo e colocar esse na listinha. Amo o gênero e acho que vou gostar!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  10. Oi
    quero muito ler esse livro, só leio elogios dele, parece ser uma história instigante, que bom que gostou de ler, a escrita da autora parece ser muito boa;

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Eu quero muuuito ler este livro.
    Sou super fã do gênero e eu com certeza iria também devorar o livro!
    Adorei a foto haha

    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  12. Oi, Thay
    Eu fico muito curiosa para saber quais foram os vilões, o que realmente aconteceu. O mistério todo me envolve, mas eu não gosto de suspense, eu demoro dias pra conseguir ler um e por isso não tento aff. Mas ainda assim quero tentar.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  13. Olá! Vou começar confessando que não li sua resenha inteira. E explico: esse livro está na minhas há muito tempo e tenho altas expectativas, mas sequer li sinopse. Gosto de ler thrillers sem saber nada sobre a história. No entanto, eu li sua conclusão, ou seja, sei que você também o adorou, assim como todas as outras recomendações que li! E que bom. Hahaha.
    Depois que eu ler o livro, volto para ler sua resenha completa.
    Até breve,
    Sâm.
    Blog Escrituras da Alma

    ResponderExcluir
  14. Oie, tudo bem??
    Quero muitoo ler esse livro!!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  15. Oi Thay! Eu AMEI sua resenha, vou adicionar o livro no skoob 😉
    O mistério parece ser ótimo!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir

Já que você chegou até aqui, que tal deixar-me um recadinho?
Sua opinião é muito importante ♥