[Resenha] Objetos Cortantes!

Título: Objetos Cortantes

Autora:  Gillian Flynn

Editora: Intrínseca

Resenha: “Quando a família é a sua pior parte”
É com base nessa frase que Camille Preaker, jornalista, se sente desconfortável ao saber que precisa voltar à sua cidade de origem - Wind Gap, no Missouri - a pedido do seu editor, para cobrir dois casos misteriosos que tem acontecido na cidade.
Com uma bagagem carregada de mágoas, medos e lembranças do passado, das quais ela luta para superar e esquecer, ela se vê obrigada a reviver todos esses importunos que ainda fazem parte das recordações que ela luta tanto para deixar pra trás. No entanto, ela também vê nesse trabalho a oportunidade de consertar algumas coisas e ter a liberdade emocional que tanto almeja, além do sucesso profissional que ela tanto busca.

Poderia ser fácil, isso se sua infância não tivesse sido tão traumatizante pelo descaso da mãe, por não ter conhecido seu pai e de ainda ter de lutar contra a tristeza insuperável da morte de uma irmã, há alguns anos atrás... Aliada à uma adolescência problemática, resumida em sexo, drogas, bebidas, estigmas de beleza e automutilação que é onde claramente podemos sentir a sua dor explícita em palavras que falavam por si só. A sensação da faca rasgando sua pele era sua válvula de escape, como se o sangue perdido, pudesse também fazer esvair metade do seu sofrimento, mas que como resultado, ela obteve um corpo marcado pela própria dor, destruindo sua autoestima.

“Cada pessoa tem sua própria versão de uma lembrança".

Agora ela precisa voltar para onde tudo começou e onde de maneira inevitável todas as feridas serão reabertas. Ela precisa voltar para Wind Gap, que é uma cidadezinha recentemente abalada por dois casos misteriosos. De uma garotinha morta há um ano, de forma monstruosa e outra - quase da mesma idade - desaparecida há alguns dias. Responsável para reportar esse assassinato e desaparecimento, ela tem que retornar e se hospedar – inevitavelmente – na casa da sua mãe, a quem nunca teve uma relação muito boa e a quem vive com o marido e sua meia-irmã, praticamente desconhecida.

No desenrolar da trama, Camille, que sofre rejeição não só da sua mãe, mas do próprio delegado, de um detetive que já está na cidade para também trabalhar no caso e não fica contente com a intromissão e de alguns moradores - simplesmente por tentar desvendar o caso e mexer em algo que todos julgam: "triste demais para ficar lembrando" -  vai se envolvendo nos casos ( agora dois assassinatos) e se envolvendo com mais algumas pessoas da cidade, muitos que ela nem lembrava mais da existência.

Enquanto incansavelmente ela tenta desvendar os mistérios, ao mesmo tempo que mostra-nos um pouco da sua infância e adolescência – que diz muito, outros personagens são apresentados, plantando um quebra-cabeças cheio de peças perdidas em nossa cabeça e quanto mais sabemos deles, menos chegamos à uma conclusão. Personagens secundários muito bem construídos que colaboram e muito para que a história ganhe as pitadas de suspense que tem, adeptos à duas personagens bastante fortes e que te deixa querendo saber mais e mais delas: Adora, sua mãe, uma mulher rude, cheia de regras, dominadora e que acha ser a dona da verdade, é a personagem mais estranha do livro. Alguém que mostra ter um súbito senso de humor, de várias facetas e que mostra ter mais segredos do que ela mesma ousa imaginar. E Amma, sua meia-irmã, uma criança de 13 anos, egocêntrica, doente por atenção e que quando esta não lhe é ofertada, pode ser muito agressiva. É ousada, atrevida, de dupla personalidade e muito à vontade com o domínio que – na rua – tem sobre tudo e todos, claramente mostrando o quanto todo esse comportamento também é resultado de uma criança manipulada e que sofre o desejo de fazer o mesmo.

"Algumas vezes se você deixa as pessoas fazerem coisas a você, na verdade você está fazendo a elas."

Logo, os conflitos de Camille com a mãe e meia-irmã é o que dá toda a movimentação à história, cercada de suspeitas e revelações, onde ninguém é inocente demais aos olhos da jornalista que mostra seu lado profissional à flor da pele e luta para discernir as suas emoções, do seu trabalho. Mas que quanto mais se envolve, mais descobre um caminho sombrio que não só envolve os moradores da sua cidade natal, mas sua história de vida inteira - para limpar todas as feridas antes que elas se fechem.
Mirabolante. Macabro. Doentio. Pretensioso. Ousado. Tudo isso define essa história, que mesmo um pouco previsível, Flynn conseguiu um desenrolar cheio de surpresas, que revelam a obscuridade da mente humana.


Eu já havia tido contato com a escrita da Gillian ao ler Garota Exemplar (resenha AQUI) – que amei, inclusive – mas, por Objetos Cortantes ser o livro de estréia da autora, não esperava que chegasse nem perto dele e mais uma vez Gillian mostra o quanto sabe abordar e dominar assuntos trágicos que exploram e desafiam a insanidade humana. Psicoses, traumas, distúrbios psicológicos que evidenciam a complexidade da nossa mente e nos levam aos maiores graus do patamar em busca de algum sentido que justifique o que muitas vezes parece inacreditável.

Achei o final um tanto corrido, mas não perdeu a essência do livro. Outro ponto que senti falta foi do desfecho do detetive Richard, não deixou nenhum espaço vazio na trama, mas eu queria saber mais de como ele reagiu após as descobertas e senti falta de uma conversa entre os dois. 

No mais, EXCELENTE. Já havia dito na resenha de Garota Exemplar que Gillian estava no meu topo dentre as melhores escritoras do gênero e hoje eu só reforço isso. Recomendo. 

29 comentários:

  1. Olá!
    Ainda não li nada dela, mas sou apaixonada no estilo dessas capas.
    Adorei a sua resenha! Esse livro parece ser muito envolvente!

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
  2. Oii,
    Ainda não li nada da autora, mas tenho muita curiosidade em ler esse livro.
    Sei da história de Garota Exemplar pelo filme, então acho que vou Objetos Cortantes primeiro.
    Parabéns pela resenha, só me deixou mais curiosa.
    Bjs
    Diário dos Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      Tbm gostei de Garota Exemplar, não sei dizer qual é o melhor!

      Excluir
  3. Thay **, tudo bem?
    Eu já li e amei esse livro! Sem sombra de dúvidas, Gillian Flynn é uma das maiores representantes do gênero suspense. Eu fiquei muito envolvida com essa história, principalmente com o final, que me deixou pensativa depois. Entrou na minha lista de favoritos!

    Beijo grande,
    http://queremosmaislivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entrou na minha lista de favoritos também, Débora!
      Gillian é incrível!!

      Excluir
  4. Que livro interessante. Thay, não faz isso comigo não hahahha, suas resenhas de livros, são indicações tão boas que meu caderno que anoto meus possíveis livros que irei ler já ta lotada hahahha
    Beijoos, <3
    http://eaigirlblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uaauuu!!! Obrigada, Ana!!
      Feliz que você gosta das dicas, então nossos gostos são bem parecidos!
      Beijo grande!

      Excluir
  5. Respostas
    1. E é!!
      Leia e tomara que você goste, Lu!! *.*

      Excluir
  6. Oi Thay! De Garota Exemplar eu não gostei, mas Objetos Cortantes eu amei. A história é tensa do começo ao fim, e esta abordagem do caráter humano é assustadora. Muito bom.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu lembro de você já ter me dito isso!
      Uma pena você não ter gostado :/
      Objetos Cortantes é magnífico!!

      Excluir
  7. Não conhecia esse livro. Parece ser bom.
    Boa páscoa!

    http://jj-jovemjornalista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. To querendo a tanto tempo esse livro, mas não posso comprar nenhum enquanto não ler os meus :c
    Post it & Livros

    ResponderExcluir
  9. Oi Thay!
    Ainda n consegui ler nada da Gillian! :'( De 2016 n passa! haha
    Enfim, só vejo elogios a ela, acho que posso curtir muito os thrillers através de seus livros!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é ótima!!
      Tomara que você cumpra a meta rs

      Excluir
  10. Olá, esse livros esta na minha lista a seculos mas nunca tenho a oportunidade de comprar ;( Amei Garota Exemplar e depois da sua resenha tenho certeza que vou amar esse também.
    Não tem nd a ver com o livro mas como vc conseguiu por o icone do skoob no seu blog? Estou com dificuldade pra fazer isso ;(

    Seguindo. Fiz o primeiro post no blog, se puder dar uma olhada...
    Abraços.
    http://vicsuaestante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tomara que você goste, Vic ;)
      Vou lá no seu blog explicar sobre a ferramenta ;)

      Excluir
  11. Oi Thay!
    Estou doida para ler algo da Gilian, confesso que queria começar com 'Garota Exemplar' já que amei o filme, mas esse livro também me chama a atenção.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho melhor você começar por esse, flor!
      A escrita é mais leve, foi o primeiro livro da autora ;)

      Excluir
  12. Adoro livro com esse tipo de abordagem, adorei sua resenha fiquei tentada a comprá-lo, aliás creio que vou acabar fazendo isso mesmo. A capa é sensacional.
    Bjs

    EuVocê&oslivros

    ResponderExcluir
  13. Oi, Thay, tudo bem?

    Eu nunca li nada da Gillian, mas morro de vontade. Eu assisti Garota Exemplar sem pretensão alguma e acabei me apaixonando pela história. Fiquei super P da vida por não tee lido o livro antes.
    Objetos Cortantes chama muito minha atenção e quero ler com certeza. Fico feliz em saber que curtiu a leitura. Espero que minha experiência seja tão boa quanto a sua!

    Beijo
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tami ;)
      É horrível quando a gente fica com essa sensação de que deveria ter lido primeiro, isso já aconteceu comigo!
      Dê uma chance pra Gillian, tomara que você goste!

      Excluir
  14. Oi
    que bom que gostou de ler o livro, acredita que ainda não li nada dela, mas quero e esse parece ser bom. Gostei da resenha.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia mesmo!
      Não vai se arrepender ;)

      Excluir
    2. Leia mesmo!
      Não vai se arrepender ;)

      Excluir

Já que você chegou até aqui, que tal deixar-me um recadinho?
Sua opinião é muito importante ♥